Parceiros

O que é hipnose e hipnoterapia?

O que é hipnose e hipnoterapia?

 

O que é hipnose e hipnoterapia?

É comum termos ideias preconcebidas sobre o que seja hipnose. Em geral, essas ideias não possuem relação alguma com a realidade.

Uma dessas ideias equivocadas associa hipnose a magia, religiões ou espiritualidade. Como se fosse algo de místico. Essa ideia é reforçada por filmes e novelas antigas que mostravam hipnotistas com trajes estranhos, como capas negras, e fisionomia misteriosa.

Na realidade, a hipnose é um processo cognitivo natural. Tem a ver com psicologia. E o processo hipnótico ocorre conosco diariamente, sem que percebamos. Quando, por exemplo, estamos em um cinema, com a atenção focada no filme, é comum nos emocionarmos com as cenas, como se estivéssemos vivenciando a situação. Neste momento, estamos em um estado hipnótico. Outro exemplo é quando estamos indo a algum lugar, seja dirigindo, em um ônibus, ou mesmo caminhando, e nossa atenção se foca em algum pensamento. Quando nos damos conta, chegamos ao nosso destino, sem nos lembrarmos de quase nada do caminho que percorremos. Estávamos em um “transe” hipnótico. Em outras palavras, estávamos focados em algum pensamento e nossas percepções não captaram o que acontecia ao nosso redor, apesar de termos estado o tempo todo acordados e conscientes.

Algumas pessoas têm medo de que possam ser hipnotizadas contra a sua vontade. Esse temor também tem origem em filmes, novelas, romances e estórias que escutamos, em que vilões hipnotizam suas vítimas contra a vontade delas e as levam a cometer atos que vão contra seus princípios. Essa crença não possui nenhum fundamento. Usando o exemplo dado anteriormente, da mesma forma que a pessoa só se concentra na tela do cinema se quiser, ela também só é hipnotizada se se permitir e cooperar. E, estando em transe hipnótico, permanece consciente e não fará nada que não queira ou seja contra os seus princípios.

Outro aspecto que traz alguma confusão é a diferença entre a hipnose chamada de hipnose de palco ou de entretenimento e as técnicas de hipnose usadas em hipnoterapia. Muitos de nós já vimos em shows, na internet ou na televisão, pessoas que entram em um estado hipnótico bastante profundo e, por exemplo, comem uma cebola pensando que estão comendo uma maçã, ou se esquecem o próprio nome ou, ainda, não conseguem pronunciar determinado número. Essas pessoas, muitas vezes são chamadas de sonambúlicas, pois tem a capacidade de atingir um nível profundo de transe. São escolhidas a dedo pelo hipnotista e se voluntariaram para participar da apresentação, ou seja, se dispuseram a fazer o que estão fazendo e não estão agindo contra seus princípios.

Existe, também, a crença equivocada de que a pessoa que se permite hipnotizar teria uma personalidade fraca e que se deixa dominar facilmente. Esta ideia é totalmente sem fundamento. Na realidade a pessoa para ser hipnotizado precisa ter capacidade de focar,

se concentrar no que está sendo dito e de seguir as instruções que lhe são dadas. Essas características são, também, as características de pessoas que conseguem mais sucesso nos seus empreendimentos, por serem capazes manter o foco. Isto é fortaleza e não fraqueza.

E a hipnoterapia, o que é?

A hipnoterapia é uma psicoterapia que utiliza a hipnose como ferramenta. A utilização da hipnose possibilita acelerar em muito o processo terapêutico, pois facilita trazer à tona memórias e emoções que de outra forma seriam dificílimas de serem acessadas. Para a hipnoterapia acontecer não há necessidade de a pessoa entrar em transe profundo. Muitas vezes é possível fazer um tratamento bastante eficaz com o paciente apenas em um estado de foco e relaxamento que o possibilite acesso a episódios de sua vida que estão relacionados com o que está sendo abordado. Após a pessoa entrar no estado hipnótico, o hipnoterapeuta usa técnicas tradicionais da psicologia, como as da Terapia Cognitiva Comportamental (TCC), ou técnicas complementares como as da Programação Neurolinguística (PNL).

Uma coisa que deve ficar clara é que apesar de a hipnoterapia ser uma técnica muito efetiva, não é uma panaceia que se aplica a todos os males. Ela é altamente eficaz como terapia de transtornos psicológicos. Dessa forma, o tratamento de síndrome do pânico, fobias, ansiedades, depressões, vícios, dificuldades de sono, disfunções sexuais que não sejam de fundo fisiológicos, dores crônicas, entre outros transtornos, podem ter excelentes resultados com a hipnoterapia. Porém, quem não está sofrendo de crises agudas, mas quer ter uma escuta qualificada para, por exemplo, um melhor entendimento do que está ocorrendo na atual fase da vida ou se aprofundar no processo de autoconhecimento e crescimento pessoal, deve procurar outras abordagens da psicologia como, por exemplo, uma terapia de base junguiana, psicanalítica ou humanista.

 

 

Brasília, DF, abril de 2022

 

 

Wilson Villela

Psicólogo Clínico, CRP 01/14752, e Hipnoterapeuta

Receba notícias da Arkamatra

Arkamatra - Coworking de Saúde Integral

SCLN 202, Bloco B, Sala 102
Asa Norte - 70743-530
BRASÍLIA/DF
(61) 99820-2878 e (61) 99842-7159

Últimas Notícias


©2022 Arkamatra - Coworking de Saúde Integral. Todos os direitos reservados.